Por Que Decidi Investir em Ações e me Tornar Acionista de Empresas Brasileiras

O mercado de ações não é só para os milionários e especialistas no mercado financeiro. Existem formas práticas e acessíveis de investir, e é importante que você aprenda a respeito. Aqui pretendo explicar os principais motivos que me fizeram incluir ações no meu portfólio.

Não é de hoje que a Bolsa me atrai. Há alguns anos, decidi me aventurar e comprei algumas ações. Na época, meu conhecimento do mercado de ações era próximo de zero. Porém também não tive muito aprendizado. Trabalhava vendendo o almoço para comprar a janta, não guardava praticamente nada e não tinha uma consciência de acumular patrimônio. Achava que o governo faria este trabalho para mim. É bem verdade que queria ter achado alguns blogs de finanças, vídeos falando sobre a importância de acumular patrimônio e etc. Porém este bicho não me fisgou na época.
Resultado: foi só os ventos soprarem negativamente um pouquinho e eu logo vendi minhas ações e encerrei a minha primeira empreitada na antiga Bovespa (que agora se chama B3).

Anos depois, mais precisamente em 2018, após já ter iniciado minha jornada para a independência financeira pela Renda Fixa, comecei a estudar um pouco mais, e me interessei muito pelo mercado de ações. Porém não existem motivos muito complexos, pelo contrário. Eles são até bem simples. Vou tentar transcrevê-los aqui.
NINGUÉM ABRE UMA EMPRESA PARA TER UM LUCRO PRÓXIMO DA POUPANÇA, DO CDI, DA INFLAÇÃO OU DA TAXA SELIC.
Rapaz, você já viu a complexidade que é empreender no Brasil? Ter uma empresa é sinal de que tem um estômago de dragão. Em 2014, 2015 e 2016, mais empresas fecharam no Brasil do que abriram. Isto significa que o nível de dificuldade está aumentando.
Portanto, você acha mesmo que um empreendedor vai iniciar um projeto, pagar litros de impostos, contratar funcionários, construir ou locar um imóvel, comprar outros ativos como carros, máquinas, equipamentos, construir uma marca, promover o negócio, captar clientes, vender, responder à processos trabalhistas, pagar salários, responder à sindicatos, pagar mais impostos, etc, etc, para – no final do ano – olhar para o lucro e perceber que ganhou 5%? 6%? 7%?… Você acha que este empresário estará feliz com este resultado?
Pior… Imagine que é uma empresa grande, já estabilizada, com anos de mercado, ações negociadas na B3, um conselho de acionistas, milhares de acionistas minoritários, diretores, a imprensa… Imagina a pressão que sofre um CEO/Presidente de uma grande empresa de capital aberto...
Pensando nesta lógica… no longo prazo… É muito difícil uma empresa ter constantes prejuízos ou lucros próximos da taxa Selic, CDI ou poupança. A pressão é grande demais!
Se você fizer uma rápida busca no Google, vai ver que existem notícias de CEOs demitidos o tempo todo. Seja por resultados, seja por que se exaltaram em alguma festa da firma, a pressão sobre os principais executivos do país é enorme – diretamente proporcional aos seus salários, claro.

Portanto, me parece lógico que essa frase faça bastante sentido pra mim:

No longo prazo, investimentos em boas empresas tendem sempre a atingirem melhores resultados do que o retorno em renda fixa, justamente por que não faz sentido abrir uma empresa neste país para atingir a mesma rentabilidade da poupança ou da taxa Selic.

Outra máxima também muito importante que acredito, é a de que quando você se torna acionista de uma empresa, você passa uma mensagem para o mercado de que você está em um novo patamar. De mero cidadão pagador de impostos, para um cidadão pagador de impostos acionista, recebedor de dividendos, que compartilha do lucro de algumas boas empresas.

Eu poderia enumerar aqui inúmeros outros motivos, gráficos, etc e tal, porém somente estes dois motivos já foram suficientes para despertar meu interesse em diversificar meu portfólio com ações. E é claro que daí comecei a me aprofundar, conhecer um pouco mais. Analisar relatórios de empresas que trabalham no meu segmento (Até aprendi algumas coisas importantes que acabo aplicando na empresa onde trabalho).
No geral, percebo que virar acionista de empresas muda um pouco sua visão de mundo, vira uma chave na cabeça. A sensação é de que estou apoiando empresas a movimentar a economia do meu país, e isso faz com que eu me motive a cada vez mais para aportar e investir.

Existem inúmeras pessoas que buscam (e atingem) a independência financeira sem os calafrios e emoções do mercado de ações, e se posicionam somente em renda fixa. E também existem pessoas que utilizam do mercado de ações para fazer Day Trade e lucrarem (ou não) com a volatilidade das cotações.

Não as recrimino. Acho que cada ser humano precisa encontrar seu caminho. Se ele for longe da renda variável, não importa. Só quis dividir um pouco aqui da lógica que me fez começar a aportar em ações (para longo prazo), e essa lógica vai guiar minha estratégia ao longo dos próximos anos para aumentar cada vez mais minha posição em renda variável.

Não sou especialista em investimentos e não faço recomendações. Use sempre sua cabeça, procure estudar bastante.

Queria deixar aqui uma pergunta pra você que leu o post. Você tem ações em seu portfólio? Qual o principal motivo de aplicar em renda variável?

 

 

 

17 comentários em “Por Que Decidi Investir em Ações e me Tornar Acionista de Empresas Brasileiras

Adicione o seu

  1. Não acho errado, longe disso, mas vejo você um tanto otimista quando as empresas brasileiras. Muitas delas nem batem o CDI no longo prazo e outras tantas apresentam prejuízo justamente pela dificuldade em empreender. Ou vc investe em blue chips sem interferência do governo ou vc pode se complicar.
    Utilizo sua lógica para investir em RV nos EUA porém. No Brasil o mais arrojado que serei é ter 20% em RV, nunca mais que isso. Abcs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Fala AA40, sou otimista se compararmos com a renda fixa tradicional. Porém concordo com você que muitas não batem CDI e meu otimismo não se estende à todas as ações. Sou bastante criterioso com alguns indicadores, especialmente a lucratividade constante. RV nos EUA estou pesquisando e devo entrar agora no início de 2019! Que ferramentas você usa para analisar as ações de lá? Grande abraço e obrigado pelo comentário.

      Curtir

      1. Geralmente foco nas empresas e REITs do tipo DGI com ao menos 10 anos de crescimento de dividendos. Mkt cap acima de 2Bi, Payout abaixo de 75%, DY acima de 3%aa mas depende da empresa e seu crescimento total, além de ler balanços, ver nível de endividamento, etc. Abcs
        Uso muito o seekingalpha.com para obter dados e analisar artigos sobre as empresas de grandes investidores tbm.

        Curtido por 1 pessoa

  2. Ótimo post Stark! Está certíssimo quando compara rentabilidade da bolsa vs renda fixa. Em minha opinião o risco envolvido no mercado financeiro deve ser recompensado com um rendimento significativamente maior. Minha experiência na bolsa vem de 2002 quando ainda na universidade iniciei meus investimentos. Eu operei muito por cerca de 6 anos: day trade, opções, flipper em IPOs. Fiz muito dinheiro porém o esforço era igualmente alto assim como o estresse! Sai praticamente ileso da crise e me foquei em renda fixa por anos até que algum tempo depois retornei a investir mas em FII. Sempre analiso rentabilidade vs risco.
    Sucesso em sua empreitada na B3 e continue sempre estudando pois mercado de ações mesmo BUY&HOLD nunca pode ser confundido com BUY&FORGET.
    Abraço!

    Executivo Investidor
    http://www.executivoinvestidor.com

    Curtido por 2 pessoas

    1. Ótimo comentário meu amigo! Que legal que passou pela crise ileso. Tenho um amigo que perdeu 80% dos investimentos no crash de 2008 e quase enlouqueceu. Você agora só aplica em Fii? Comecei meus aportes neste segmento mas ainda estou tímido nesta empreitada. Ainda acredito que neste primeiro momento as ações podem fazer meu patrimônio crescer mais que os Fiis, porém gostaria de saber sua opinião também. Grande abraço e obrigado pelo comentário!!

      Curtido por 1 pessoa

  3. Atualmente estou fora do mercado de ações brasileiro devido minha mudança recente para o Canadá. Devo retomar meus aportes no Brasil nos próximos meses focando em FII devido à renda mensal. Estou com um bom valor aplicado no Brasil em CDBs e Debêntures pagando na média 16% aa que começam a vencer no primeiro trimestre de 2019!

    Executivo Investidor
    http://www.executivoinvestidor.com

    Curtido por 1 pessoa

  4. Olá AC, tudo tranquilo? Legal o seu post sobre os seus motivos para investir em ações!

    Um fator que podemos considerar em termos de escolhas sobre investimentos, que ficou mais claro ainda ao ler seu texto, é que é determinante para definir se a pessoa vai poupar para colocar na poupança ou em outros tipos de investimentos, é o nível de dedicação pessoal que ela dedica para cuidar do seu próprio dinheiro. Concorda?

    Respondendo sua perguntas, temos ações no portfólio sim! Um dos motivos é a possibilidade de participar do mercado, gerar renda e empregos para nos e para outras pessoas. Sacou?

    Quero te convidar para ler dois posts em nosso blog. O primeiro tem haver com o que escreveu no seu post. Já o segundo está mais ligado ao nível de dedicação que as pessoas dão ao próprio capital e o destino que o dinheiro delas consequentemente terá.

    Primeira indicação: https://www.soupoupador.com.br/2018/10/13-por-que-investir-em-acoes-pode-ser-uma-boa-para-investidores-e-para-o-Brasil.html e a segunda: https://www.soupoupador.com.br/2018/11/23-onde-aplicar-o-meu-dinheiro.html

    Beleza? Aparece lá no sou Poupador você também!
    Aceito parceria para o BlogRoll. Um abração!

    =)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Poupador!! Parceria fechada, coloquei na Blogroll! Estou lendo seu blog e gostando bastante, muito boas indicações de leitura!
      Concordo plenamente em relação ao nível de dedicação, este é um ponto importante e vou escrever sobre isso em breve!
      Muito obrigado pela visita e pelo comentário. Forte abraço!

      Curtir

  5. Ser investidor no Brasil é uma tarefa complicada. Você compra uma empresa e na semana seguinte ela está na lavajato. Compra outra empresa e na semana seguinte o controlador anuncia o fechamento do capital. O Brasil é um país bom para especuladores dada a volatilidade dos mercados, mas para investimento estou cada vez mais desiludido. Apesar disto 90% do meu patrimonio está na bolsa, kkk
    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: