Quem sou?

Olá! Fico feliz que tenha chegado até aqui.

Fiz este blog com três principais objetivos:
1. Registrar meus investimentos;
2. Interagir (Aprender x Ensinar) com pessoas em busca da independência financeira;
3. Gerar automotivação em busca de meus objetivos, através do acompanhamento mensal.

Não apresento minha identidade por motivos de segurança familiar.
Não que eu seja um super milionário (ainda não sou) em busca de privacidade…
Mas não é bom ter as pessoas fuçando nosso patrimônio pessoal, não é mesmo?!

Moro em uma cidade do interior do sudeste brasileiro, trabalho como executivo na área comercial de uma empresa de médio porte, sou casado com a Srª Acumuladora e com uma pequena acumuladorazinha de poucos anos de idade.

Minha meta de patrimônio pessoal é atingir uma quantia que gere proventos mensais (rendimentos x dividendos) que cubram por duas vezes os meus custos mensais.
Como este é um grande desafio, estou buscando uma meta de cada vez.
A primeira é um milhão de reais em patrimônio. Assim que atingir, vou em busca da próxima meta.

Seja muito bem vindo(a).

Ah, caso queira absorver mais conteúdos além do blog, pode também conhecer meu instagram, ou até mesmo deixar comentários nas minhas postagens (leio e respondo 100%!).

Abraços!
Acumulador Compulsivo.

6 comentários em “Quem sou?

  1. Olá, Stark! Estou te seguindo no Instagram. Nossos objetivos são muito semelhantes. Objetivo inicial: R$ 1.000.000,00. Depois, o céu é o limite. Aposentar com renda passiva sem ter que depender da aposentadoria oficial (meu caso). Abraço.

      1. Acumulador, sou funcionário público federal. O tribunal onde trabalho soltou recentemente um levantamento dizendo que mais de 70% dos servidores tem empréstimo consignado. Tudo bem que alguns destes empréstimos devem ser utilizados para comprar imóveis, investimentos, etc, mas a grande parte deles deve servir para pagar outras dívidas.

        Estou falando de servidor da União, onde o vencimento é maior. Tenho colegas que tem dinheiro na poupança. Alguns já me disseram que tem preguiça de pesquisar por outros investimentos mais rentáveis.

        É complicado. Talvez, a redução da SELIC seja o ponto de inflexão. Estes indivíduos, de certa forma, serão obrigados a buscar conhecimento, pois agora, ao invés de estarem ganhando pouco, estão perdendo dinheiro.

        E lembremos que no longo prazo, o salário do servidor público deverá ser congelado por causa do gravíssimo problema das contas públicas.

        Realmente, parece que somos apenas 1% da população brasileira que tem ciência do que está acontecendo e responsabilidade com seu próprio futuro.

        Abraço.

        1. Estes números que você apresenta são alarmantes.
          Apesar de sermos cada vez mais blogueiros de finanças, a cada dia o número de endividados cresce.
          Além disso, temos altos números depositados na poupança.
          Eu concordo com você. O ponto de inflexão provavelmente se dará devido à constante redução da Selic, e do prejuizo na poupança frente à inflação.
          Os mais acomodados vão preferir perder dinheiro, pois não entendem sequer o que significa inflação.
          Os mais “espertos” vão buscar conhecimento, e pra isso estaremos aqui.
          Muito obrigado pela contribuição e pela visita.
          Um grange abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo