Muitos de nós vivemos dilemas durante nossa vida.

Financiei minha casa própria há pouco mais de um ano. Meu planejamento era amortizar as prestações todos os meses, a fim de reduzir drasticamente a dívida e evitar o pagamento dos juros. Porém isso aconteceu poucas vezes, pois todos os meses eu vivo o mesmo dilema… Pago a dívida ou invisto em taxas melhores?

Esse dilema existe pois consegui um financiamento imobiliário a 7,5%a.a., sendo que diversos investimentos me entregam uma taxa melhor que essa (Hoje por exemplo, o Tesouro Direto 2025 Préfixado paga 10,08%a.a.).

Sou um fã da filosofia Bastter (se não conhece, dá uma passada lá no Bastter.com), e o Bastter diz que devemos pagar nossas dívidas antes de investir, ainda que – matematicamente – seja mais vantajoso investir, pois ele acredita que existem fatores psicológicos interessantes que nos travam enquanto temos dívidas, e também que imprevistos podem ocorrer ao longo do caminho.

Bem, eu sigo alternando entre investir e amortizar a casa. Coloquei uma meta para chegar ao meu primeiro milhão, e sempre que eu consigo fazer sobrar mais dinheiro, amortizo a casa.

No meu lugar, o que você faria? Focaria 100% em encerrar a dívida, ou seguiria investindo e pagando a casa mês a mês normalmente?

Abraços, Stark.